Guida de uso e manutenção

Início » Características técnicas » Guida de uso e manutenção

CARGA MÁXIMA E CAPACIDADE DA RODA
A carga declarada pelo fabricante de rodas e suportes para uso industrial, civil e doméstico é o valor máximo, expresso em daN, que uma roda ou um suporte pode ser submetido sem prejudicar seu funcionamento. O usuário deve verificar a idoneidade da capacidade declarada pelo produtor em função da carga aplicada, da disposição das rodas e suportes no carrinho a ser movimentado, do número de eixos efetivamente em contato com o solo e de eventuais outras condições (tipo de superfície sobre a qual o carrinho se move, temperatura, umidade, presença de agentes químicos agressivos no ambiente de utilização) capaz de influenciar as condições de utilização dos órgãos mecânicos em movimento.

FORÇA DE TRAÇÃO
O usuário deve observar que o esforço necessário para a movimentação do carrinho com a carga prevista seja compatível com as disposições vigentes.
A Tellure Rôta, com o fim de agilizar a escolha da roda correta em função do esforço exigido para a movimentação do carrinho, indica no catálogo de produtos o valor de deslizamento de cada produto.

VELOCIDADE
A velocidade máxima indicada para cada carga nominal pela Tellure Rôta é de 4 km/h (1,1 m/s). Para utilização em velocidade superior, veja o parágrafo 5.4 do presente manual técnico.

PISO
A carga nominal declarada pelo fabricante é válida para piso liso, compacto e em bom estado de conservação. Pisos irregulares, com obstáculos e desníveis pedem exigem rodas com diâmetros maiores e revestimentos mais elásticos (veja o parágrafo 5.1).

MEIO DE TRAÇÃO E INTENSIDADE DA MOVIMENTAÇÃO
A carga nominal declarada pelo fabricante refere-se a movimentação manual com interrupção de funcionamento. Movimentações contínuas ou motorizadas deve respeitar a indicação da Tellure Rôta.

AMBIENTE
O usuário deve verificar a compatibilidade dos materiais que constituem o produto escolhido em relação às condições físico-químicas do ambiente de utilização (umidade, temperatura, agentes agressivos, etc.). O catálogo do fabricante indica as condições "normais" de utilização para cada tipo de roda.

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA
Há no comércio produtos que garantem a condutividade elétrica desde o órgão de fixação até o batedor.
A resistência elétrica destes produtos é inferior a 10.000 ohm, medida com multímetro ou outro aparelho indicado para a medição da resistência elétrica com tensão com circuito aberto de 500 V c.c., e com impedância interna tal que a voltagem de saída não caia abaixo de 50 V c.c. quando o multímetro estiver carregado com uma resistência externa de 1.000 ohm.
O usuário deve verificar, depois da instalação, a condutividade elétrica do carrinho ao batedor.

DISPOSITIVOS DE FRENAGEM E/OU BLOQUEIO
O fabricante de rodas e suportes para uso industrial, civil e doméstico produz suportes com dispositivos de frenagem e/ou bloqueio. Estes estão indicados para o estacionamento do carrinho em pendências não superiores 3%, com a condição de que pelo menos duas rodas do carrinho equipado com estes dispositivos estejam em contato com o solo.

COMPORTAMENTOS INCORRETOS
Para uma utilização de rodas e suportes, é necessário evitar absolutamente:
- as sobrecargas;
- a distribuição não uniforme da carga;
- a aplicação violenta da carga;
- os longos períodos de parada abaixo da carga;
- as batidas e colisões;
- a queda em desníveis;
- a inserção dos dispositivos de bloqueio e/ou frenagem com o carrinho em movimento;
- a movimentação do carrinho com os dispositivos de bloqueio e/ou frenagem inseridos;
- a parada do carrinho com os dispositivos de bloqueio e/ou frenagem inseridos em pendências superior a 3%;
· a lavagem com detergentes quimicamente agressivos;
· a substituição da roda e/ou do suporte com peças de reposição que não estejam de acordo com a especificação do fabricante.

ARMAZENAMENTO
Os produtos devem ser conservados em locais bem ventilados, sem excesso de umidade, com variação térmica entre - 10 °C e + 40 °C e protegidos de poeira. É preciso evitar absolutamente a exposição direta aos raios solares por longos períodos de tempo e evitar também o armazenamento prolongado.

Para favorecer uma melhor conservação do produto e protegê-lo do pó, Tellure Rôta fornece os próprios artigos em embalagens standard de material termo-contraídos.

 

Para um bom funcionamento e duração do produto, é necessário respeitar as seguintes instruções sobre a montagem de rodas e suportes.

As montagens de rodas e suportes devem ser realizadas com o total respeito ao ciclo de montagem que o fabricante definiu para a aplicação específica. A Tellure Rôta pode fornecer rodas e suportes já montados. Montagens executadas pelo cliente exoneram o fabricante de rodas e suportes de responsabilidades por danos ou defeitos do produto diretamente imputáveis à montagem não realizada conforme as especificações do fabricante.

MONTAGEM DA RODA
Verifique a resistência mecânica dos órgãos de fixação (eixos, porcas, arruelas) utilizados em função do tipo de montagem (em saltos ou em garfo) e da carga à qual se submetem;
Posicione o eixo horizontalmente, ortogonal à direção do sentido de marcha e impeça a rotação;
Verifique o torque da porca no eixo;
Depois de terminada a instalação, verifique se a roda gira livremente.

A Tellure Rôta garante o torque exato utilizando parafusadores que permitem a verificação da força necessária para o torque estabelecido.

MONTAGEM DO SUPORTE
A estrutura do carrinho deve ser dimensionada para suportar os esforços no qual é submetido e garantir a coplanaridade das superfícies de fixação. Elas devem ser planas, horizontais e ter dimensões que garantam a perfeita coplanaridade da ancoragem nas correspondentes superfícies de fixação dos suportes.
É absolutamente desaconselhado a fixação com soldagem.
Aconselhamos também:
- realizar a montagem dos suportes com fixação de placa utilizando parafusos, porcas e arruelas de medida e número indicado pelo fabricante;
- apertar as porcas ou os parafusos conforme o torque previsto;
- garantir, para os suportes fixos, que o eixo esteja ortogonal em relação ao sentido de marcha;
- garantir que os suportes com cabo liso estejam ancorados em estruturas tubulares com tolerância precisa;
- fixar os cabos com furo transversal com parafusos de diâmetro e comprimento adequado;
- garantir que a estrutura tubular do carrinho fique completamente apoiada na superfície de fixação do suporte;
- garantir, para os suportes com cabo roscado ou com furo passante, que a superfície de fixação do suporte adira completamente na superfície do equipamento sem interposições. Os suportes com furo passante devem ser fixados utilizando parafusos com o diâmetro prescrito pelo fabricante.

 

O usuário deve realizar manutenções programadas que prevejam as inspeções abaixo descritas, com periodicidade adequada com as condições de utilização.

VERIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DA ESTRUTURA DO EQUIPAMENTO
- Verifique por danos na tela do carrinho que possam comprometer a fixação correta do produto;
- Verifique o torque correto dos elementos de fixação do produto na estrutura do carrinho.

VERIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS RODAS E SUPORTES
- Verifique se o produto está íntegro, funcionando e sem excessivas folgas, desgastes, deformações ou lacerações;
- Verifique a eficácia de eventuais dispositivos de bloqueio e/ou frenagem, se presentes;
- Verifique se as condições ambientais não alteraram o produto (presença de oxidação, corrosão, corpos estranhos, etc.) prejudicando a utilização;
- Para os produtos que devem garantir a condutividade elétrica, limpe a faixa de rodagem e realize as verificações de condutividade elétrica periodicamente;
- Verifique o fechamento correto do eixo da roda restabelecendo o torque;
- Lubrifique os órgãos em movimento com lubrificantes adequados para a aplicação específica.

O seguinte esquema indica o intervalo de tempo máximo que pode passar entre duas verificações sucessivas. Para utilizações particularmente pesadas, o intervalo de tempo entre as verificações deve ser avaliado em relação à aplicação específica.

* = Depois de cada lavagem dos produtos, lubrifique-os de novo.

MODOS DE DESCARTE E RECUPERAÇÃO DE PRODUTOS
Para realizar o descarte e/ou a recuperação dos produtos no fim da sua vida útil, é primeiro necessário separar os grupos roda e suporte do equipamento no qual estão montados. Portanto, é recomendável separar os conjuntos compostos pela roda e suporte nos seguintes componentes:
- suporte
- conjunto do eixo (parafuso, tubo, porca)
- roda
Em especial, é fundamental desmontar as rodas do suporte se elas forem realizadas principalmente com material plástico ou liga de alumínio.

Fornecemos a seguir algumas informações relativas ao descarte e reciclagem dos principais materiais que constituem as rodas e os suportes da Tellure Rôta. Em todos os casos, aconselhamos comparar e a integrar essas indicações com os métodos e as regras estabelecidas pela entidade responsável pelo descarte dos resíduos na zona ou no local de utilização dos produtos. Para obter esclarecimentos ou informações mais detalhadas, entre em contato diretamente o nosso Serviço Comercial.

Ferragens e eixos
- Aço e aço inoxidável podem ser reciclados como sucatas ferrosas.

Rodas
Aconselhamos enviar os produtos para sistemas de recuperação nos quais sejam previstos tratamentos preliminares que permitam separar os diferentes materiais presentes nas rodas, para que possa garantir o descarte e/ou a recuperação correta de cada tipo de material.
- Aço e ferro gusa mecânico podem ser reciclados como sucatas ferrosas
- A liga de alumínio pode ser reciclada como metal não ferroso
- Os componentes de plástico, borracha termoplástica e borracha vulcanizada podem ser reciclados depois de separados dos materiais ferrosos e não ferrosos
- A resina termoendurecida pode ser descartada em aterro sanitário
- Os poliuretanos podem ser descartados em aterro sanitário depois de separados dos materiais ferrosos e não ferrosos.

As embalagens em filme termoencolhível são recicláveis como polietileno de baixa densidade (PE-LD).
Os paletes de madeira podem ser reutilizados ou reciclados.
As embalagens de papel ou papelão eventualmente presentes devem seguir a cadeia do papel.

Em relação aos métodos de reciclagem e recuperação, entre em contato com os consórcios de reciclagem presentes nos países nos quais os componentes são descartados.

 

Para o respeito das obrigações de informação e de instrução do usuário, conforme previsto pela diretiva europeia, o fabricante disponibiliza para o usuário catálogos, publicações técnicas e manuais, com base nas especificações exigidas.